quarta-feira, 2 de junho de 2010

Doces Contos...

Depois do exílio, estou de volta para contar a verdadeira história dos contos de fadas.


A maioria das pessoas sabem que existem histórias por trás dessas contadas, mas não sabem como realmente elas eram antes de sofrerem essas ‘modificaçõezinhas’.


Primeiro o porquê dessas modificações.

Antigamente os atuais ‘contos de fadas’ eram na verdade contos adultos, que eram contados em reuniões sociais, nos campos e em outros ambientes adultos, cheios de violência, sexo, canibalismo, incesto, enfim, temáticas bem pesadas que obviamente nunca seriam contados para crianças.

Os contos de fadas só começaram a ser transmitidos para crianças a partir do século XVII, na França, pelas mãos de Perrault, ele que escreveu ‘A Chapeuzinho Vermelho’, ‘A Bela Adormecida’, ‘Cinderella’, dentre outros.


Agora sim, contarei as verdadeiras histórias.

Preparados para descobrir que as princesas podem não ser tão inocentes assim?


Chapeuzinho Vermelho


Uma das versões de Chapeuzinho conta que ela fazia um Strip-tease para o lobo, enquanto ele estava distraído ela fugiu. Em outra versão o lobo simplesmente a devorava, sem lenhador, sem vovó, nem nada. E ainda há uma outra versão em que o lobo estripa a vovó e obriga a Chapeuzinho a jantá-la com ele.



A Bela Adormecida


Essa é uma das histórias com o passado mais obscuro. Em uma versão, a princesa na verdade ficava adormecida por causa de uma farpa no dedo. O príncipe que a encontrou daquela forma e abusou da princesa enquanto ela dormia e a deixou grávida. Mas a bizarrice não para por aí, durante esses nove meses o príncipe voltava para uma “visitinha” (se é que vocês me entendem). Quando as crianças nasceram (eram gêmeos) acidentalmente (em busca de leite) chuparam o dedo dela e retiraram a farpa amaldiçoada fazendo-a despertar. Quando o príncipe chegou a encontrou acordada e com duas crianças, aí decidiu se casar com ela. Só tinha um probleminha... a mãe dele era uma ogra (!!) que comia crianças, então ele não poderia levá-los ao castelo. Ele então esperou seu pai morrer (para se tornar rei) para levá-los para casa, só que em uma de suas viagens sua mãe tentou comer os netos e a ‘norinha’. Quando soube do acontecido ele mandou matá-la (Isso é que é amor de filho).

Em outras versões na verdade o príncipe era rei e casado, então para se vingar sua esposa tentava comer seus filhos bastardos, aí ela é queimada viva em uma fogueira.


Cinderela


Essa é a história com mais variações (mais de 700). Algumas versões relatam um peixe gigante no da fada madrinha (rs!).

Em uma versão mais sangrenta as irmãs cortam os próprios dedos fora para que o sapato caiba em seus pés, mas são desmascaradas pelos pássaros amiguinhos da Cinderela que além de dedurá-las ainda arrancam os olhos delas fora, que terminam cegas mendigando.

Em outra versão o pai dela ainda era vivo e após a morte de sua esposa havia prometido que não se casaria enquanto não encontrasse alguém tão bela como sua esposa e que calçasse o mesmo sapatinho. Quando Cinderela cresceu, ela se encaixava em todos os pré-requisitos então seu pai iria se casar com ela. Mas Cinderela não queria isso, então ela fugiu pelo mar em um armário de madeira indo parar no outro lado do mundo, onde foi feita de escrava por duas irmãs malvadas... enfim, essa parte vocês conhecem.



Branca de Neve



Nesse conto a madrasta manda o caçador lhe trazer não só o coração, mas também, outros órgãos vitais, como pulmões e fígado, para que ela pudesse comer. E no final ela não é jogada de um penhasco, a madrasta na verdade tem que usar sapatos de ferro em brasa e dançar com eles até a morte. Ah é, outra modificação foi na idade, na versão dos irmãos Grimm ela tinha apenas 7 anos.

Por enquanto é isso, é claro que existe um milhão e meio de outras histórias que poderia contar aqui, mas o post ficaria REALMENTE grande.


Então até a próxima! ;*

M.M.






7 comentários:

Ivenss disse...

Eu já tinha lido algumas dessas no "Mundo Estranho". É de amendrontar...

Jéssica Adriana disse...

Ivenss pq vc não posta nd? ah, dá pra tirar um tempinho pra escrever alguma besteira... :P

Anônimo disse...

Shit

Nobre Vagabundo disse...

Bom post. Legal saber que alguém criativo ainda existe nesse blog. Lol!

Minha desculpa é que estou colhendo material. rs

M.M. disse...

vlw ;)
Mas a desculpa é sempre essa... rsrs

Ivenss disse...

Kkkkkkkk, faltou inspiração pra terminar o post que eu estou escrevendo, mas com a eleição do grêmio lá no Ifes um cara me deu o que precisava para encerrar! ^^ =Þ

Jéssica Adriana disse...

tá, então tô esperando! rs