segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Palavras Sem Luz

Estamos de volta cambada. o aniversário do blog passou, e nem deu pra postar nada grande, mas gravamos um cast e o JP está enrolando pra editar e eu já estou adiantando que eu estava doente no dia do cast, então eu já estou avisando que eu estou mas sem graça que o normal.
mas lamúrias à parte, eu quero parabenizar o Ivenss pelo post de fotografia, me amarrei nele, mandou bem pra caramba rapaz!!!! Mandou bem também V. pelo post de Magic, desckazulruleialindamentenatestadequalquerum!!!!
Mais um post meu, faz um tempo que eu não posto algo no estilo antigo, nem me atrevo a falar da minha coluna.... Mas acabou a intérfase, to de volta!!!!!! E logo de cara já digo BEM VINDO METAL!!!
Cansei de escrever baboseira, então vamos dialogar um pouquinho sobre a crise da taxação do dólar em Pequim ahhhh você vai ler mesmo, então não preciso falar aqui...

Adoro o poder que o ser humano tem de aceitar tudo que é imposto à ele. As pessoas adoram a comodidade, adoram-a tanto que abdicam do seu direito de argumentação e do seu pensamento critico, só para não sair da bolha de "paz e tranquilidade" que lhes foi construída.
É cômodo aceitar o mundo e deixar que outros cuidem da sua vida por você. Como Boétie já dizia no Discurso da Servidão Voluntária nós somos escravos por escolha, nós aceitamos a vida do jeito que ela é sem questionar ou cobrar nada. Poucos de nós queremos sair da caverna, poucos queremos ver a luz, poucos se acostumam com a luz, poucos aceitamos outros lares, pouco sabemos sobre o mundo, pouco procuramos saber sobre o que nos cerca, pouco nos importa o que acontece além do limite da nossa incubadora.



Uma vez falaram que a luz era a razão é claro que com o tempo isso acabou se tornando uma desculpa para ignorarmos outras linhas de pensamento e nos acomodar em um área única, estamos limitando o ser humano à uma máquina em que cada ser só pode saber de uma área, e damos a desculpa que cada um tem que fazer a sua parte ou que cada um tem especialidade. Quantas vezes eu já não ouvi: "Fazer o que... Ele nasceu com aquele dom.", ou: "Eu também queria ter esse talento.". É claro que as pessoas que fazem isso simplesmente se esquecem que somos todos seres humanos, mesmo com predisposições genéticas, nada impede que um físico seja um mestre na música, ou um médico um exímio ator. As pessoas se esquecem que somos capazes de muito mais, não precisamos ficar trancados em uma área, aprisionados pelo nosso meio de vida. Não precisamos aceitar o mundo, mas sim o contrário, o mundo é que deve nos aceitar!

Bom vou me despedindo topeirinhas, senti muitas saudades daqui, qualquer coisa comentem e serão felizes.
Lembrem-se sempre: "Não concordo com uma palavra que você diz, mas defendo até a morte o seu direito de dizê-la."

4 comentários:

V. disse...

muito bom o post, e valeu pelo elogio, ah, e decks vermelhos RULEIAM mas q qualquer outro.

M.M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
The_Slim disse...

nao sei do q vc tah falando...

M.M. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.